sexta-feira, 1 de maio de 2009

Anjo sem asas!



Amargo é o sabor do adeus!
Os sonhos acordam a verdade…
O tempo pede perdão a deus,
Por trazer tanta saudade.

A noite trás a dura tristeza!
Estranho, o mundo continua a girar…
O mar deixa de ter beleza,
O coração sangra, por não saber chorar!

A palavra dói mais que um grito,
Cai como chuva em forma de punhais…
Um beijo prometido fica perdido,
Onde as estrelas não brilham mais!

O sol teima em não nascer!
A lua cancela o seu luar…
O barco atraca no cais do sofrer,
A dor plana como gaivota no ar.

Os rios afundam-se na secura!
Os ventos perdem forças para soprar…
A montanha eleva-se na amargura,
Procura nos céus a palavra amar!

Um anjo cai por terra!
O desencanto acolhe a sua chegada…
Dizem que simplesmente pelo amor espera,
Sem ele, é anjo sem asas… anjo sem nada!
.

.


Amigos(as) infelizmente não tenho tido tempo
Para estar aqui presente, como gostaria…
Irei sempre passando, mesmo que só por um breve momento,
E assim que possa…voltarei num outro dia!

Obrigada pelos vossos comentários!


BEM-HAJAM!


-MANZAS-

80 comentários:

  1. Olá Manzas, essa falta de tempo nos consome o tempo e vivemos correndo...
    Um belo poema de amor e saudade, onde as rimas vão se significando a cada palavra...
    Que a calma te chegue e faça morada...e que a palavra amar e o sentimento amor possa estar sempre presente em sua vida, e assim lhe traga novamente suas asas de anjo.
    Um abraço na alma...bom fim de semana e parabéns por mais um belo poema...

    ResponderEliminar
  2. Bonito poema...gostoso de ler e voar por ele!...
    Sentimos tua falta...Mas o que importa é que estás bem!...

    Beijo...bom final de semana!

    ResponderEliminar
  3. Manzas ¡Qué bonito, pero qué triste! Se me ha acongojado el alma, se me ha escurrido en cada grito de tus versos que piden a gritos devolverle las alas al ángel.
    Te esperaremos, el camino es largo pero la vida siempre acerca a los amigos.
    Un beso inmenso, de todo corazón, que es el lugar en donde estás.

    ResponderEliminar
  4. Querido Manzas, e anjo sem asas é anjo?...
    Um beijo, meu querido e fico feliz por te ver de volta, mesmo sem tempo, tudo o que escreves é lindo!

    ResponderEliminar
  5. mesmo sem tempo, consegue fazer lindos poemas.
    voe alto.

    bjosss...

    ResponderEliminar
  6. Desculpa nao falar dos teus (sempre belos) boemas, e fotos a condizer, mas confesso que anadava intrigada com o "meu" Manzas. E nao devo ser so eu :)

    Feliz regresso, bom Amigo :)

    ResponderEliminar
  7. Agradeço pelos momentos lindos que me proporcionas ao ler os seus poemas, principalmente quando me identifico neles.
    Foi o que aconteceu hoje, li e pensei ... esse anjo sou eu......

    ResponderEliminar
  8. MARAVLHOSO COMO SEMPRE...QUE LINDO ANJO...TÃO DESILUDIDO COM A VIDA...E SEM ASAS PARA VOAR...
    QUE ELE AS ENCONTRE DEPRESSA...PARA PODER VOLTAR A SONHAR...

    O MEU ABRAÇO SENTIDO E VOTOS DE UM FIM DE SEMANA FELIZ!

    ResponderEliminar
  9. Essa dor da saudade, conheço!
    É uma das piores, cujo único remédio é o tempo.

    Anjo sem asas, voe....


    Beijos

    Mirse

    ResponderEliminar
  10. Felizmente acalmaste a ansiedade q.eu estava a sentir.Fazes falta,Amigo.
    Poema lindo,mas com laivos de tristeza.
    "Um verdadeiro Amigo é aquele que acredita em ti, mesmo que tu ñ acredites..."
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  11. O Adeus, a saudade, a dor da ausência...de facto é sem duvida o que doi mais, adorei, ficou lindo meu amigo:)
    Beijinhos
    Liliana

    ResponderEliminar
  12. você caiu do céu um anjo lindo que apareceu, com os pés fora do chão
    luz tão brilhante
    um anjo em forma de gente!

    voar sempre e preciso!

    ResponderEliminar
  13. Caríssimo Manzas,
    bela poesia!
    As palavras têm a estranha potência de sensibilizar os homens.
    Um abraço e bom final de semana.

    ResponderEliminar
  14. Caro Manzas!

    De volta, com saudades dos amigos.
    Não sou Moisés, mas atravessei o Mar Vermelho, ouvi a voz de Deus na Sarça Ardente, quebrei as Tábuas de Lei para dar trabalho para Deus fazer outras. O nosso Camões já dizia que o homem é um bicho muito esquisito.
    Um grande abraço,
    Brandão.

    ResponderEliminar
  15. Felizmente você está bem de saúde!
    Que lindo poema de amor e adeus.Tudo perde a cor,a beleza quando o amor vai embora.O amor é que dá vida a tudo.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  16. Que bom te ler de novo
    e com tanta competência,
    como sempre, com essa leveza
    que é só sua.
    Amei.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Oláaaaaaaaaaa estava com saudades, lindo seus poemas, Cuida bem de ti, para que o amor floresça em teu ser. Meu carinho BJS.

    ResponderEliminar
  18. Ola meu grande amigo!
    Saudades de você,
    que poema,lindo!
    espero que esteja bem,e os teus.
    Ótimo domingo,
    amiga
    Mari

    ResponderEliminar
  19. Sempre que aqui vieres,serás anjo no teu poema!

    Assíduo ou não, gosto de te ler...sempre!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  20. Olá amigo.
    Um belissimo poema que dói na alma.
    Não te esqueças de nós, estamos a sentir a tua falta Poeta.
    "Por trazer tanta saudade, a palavra dói mais que um grito....."
    Beijinho e desejo de coração que esteja tudo bem contigo.
    Nely.

    ResponderEliminar
  21. Sem amor no coração, não se voa...ele faz a história da vida.
    Mais um beijo, Manzas

    ResponderEliminar
  22. Mesmo quando raramente apareces, vens em GRANDE!
    Belo poema!
    Beijinho terno!

    ResponderEliminar
  23. "Aprendi com as primaveras
    a me deixar cortar
    e voltar sempre inteira"

    ResponderEliminar
  24. Manzas..
    A vida também é isso... estar lá onde fazemos falta, onde precisam de nós!
    É sempre bom reler-te, mas enquanto o anjo voa outros sinos tocam na sua intimidade..
    Será bom ouvir depois a sua renovada melodia.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  25. Poema ke toca fundo na alma..voce é o um anjo! Desejo-te amor nos teus dias amigo,fike bem!
    Beijo no seu coração!

    ResponderEliminar
  26. Amigo Muy lindo poema,para pensar un poco,saludos desde la ciudad de Mar del Plata

    ResponderEliminar
  27. Amor é sentir a presença constante de alguém, mesmo que ausente.

    Cada vez gosto mais de te ler,

    "Fazes-me bem"!

    ResponderEliminar
  28. Que a tua ausência nesse cantinho seja passageira!...
    Chuva de luz pra você!
    ;)

    ResponderEliminar
  29. Espero ke regresses rapidinho Manzas
    Um abracito pra tu amigo

    ResponderEliminar
  30. Olá Manzas,
    Constato que esse humor está ainda por baixo,a razão não sei nem quereria saber (não estou aqui para saber a vida das pessoas)mas percebe-se no que escreves.
    Uma manhã vais acordar com um sol radioso, e ao longe ficou um arco íris, bem no fundo anunciando que a chuva e o temporal já se foram!
    Isabel

    ResponderEliminar
  31. Querido Manzas,

    Ainda de costas? (não que a paisagem não seja linda de morrer...), mas quando fazes as pazes com a vida?

    " Ama e vive hoje o teu dia como se o amanha não viesse "!

    Afinal deixas reflexões aos outros e tu mantens-te assim?
    Preciso das tuas palavras de esperança...não percas as asas...

    Afinal, La vida es bella!!

    ResponderEliminar
  32. Sentido angelical nestas palavras em tom celestial.

    ResponderEliminar
  33. OLÁ AMIGO POETA! Sauddes andei distante, por motivos alheios a mim... Mas aqui estou te lendo aplaudindo este magico poema menino que encanta com sua escrita...

    "Dos vendavais da vida...
    Semeio o pólen e teço meu destino...
    Rabiscando minha vida em versos...
    Que passeiam nesta breve poesia...

    A noite está fria demais...
    Mas há cores por todos os lugares...
    Estou fraca e por vezes choro...
    Mas tudo parece chegar ao fim..."

    Bjos na alma anjo!

    ResponderEliminar
  34. É, e não adianta a dor, não adianta a saudade... o tempo continua a passar indeferente ao que sentimos, e não é que isso continua a me espantar?! Não me acostumei com o mundo de fora de mim...
    Lindo poema.
    Beijos

    ResponderEliminar
  35. Lindo, perfeito, reflexivo...
    Não tem jeito...
    Adeus sempre doi...


    beijos e boa semana

    ResponderEliminar
  36. “Amigo é coisa pra se guardar...” Como diz o poeta. Nobre amigo Moisés aqui de volta ao seu belo espaço para agradecer de coração sua gentileza em nos honrar com a sua visita. Saiba que muito nos fortalece, sua presença é sempre agradável e especial. Obrigado mesmo.... Apareça sempre lá! Confesso que admiro bastante o seu trabalho, parabéns pelo tema publicado “Anjos sem...”, maravilhoso, ótimo poema, belissimo, parabéns, precioso e interessante. "O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis". Fernando Pessoa. Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Felicidades. Desejo uma semana repleta de realizações e de muito sucesso extensivo aos familiares, muita paz, saúde, brilhe sempre, bênçãos, proteção e alegria. Que a luz divina oriente e ilumine o nosso caminhar... Um abraço fraterno.
    Valdemir Reis

    ResponderEliminar
  37. Olha,
    a palavra parada;
    Luta,
    por letras ocultas;
    Ouça,
    os versos internos
    Solta,
    a nudez poética;
    Escreva-se,
    poesia
    ao menos um dia,
    Seja.

    (Maísa)

    Desejo uma linda semana com muito amor, esperança e carinho.
    Abraços.
    Eduardo Poisl

    ResponderEliminar
  38. Oi querido, que bom poder reler seus poemas lindo, esse em especial com tanta força e sensibilidade, como sempre aqui.
    E tem épocas assim, que o tempo é curto mesmo, mas sua ausência é sentida viu.
    Porque faz diferença

    Beijos no coração
    Chris

    ResponderEliminar
  39. Amigo, espere cada dia passar...
    Porque cada lágrima que derramas
    É um chamado a um novo amor...
    E durante as noites frias
    de ausência e solidão,
    Haverás de sonhar e novamente amar
    sem a triste desilusão
    Espere o anjo, o beijo doce
    de uma outra Paixão...
    Belle

    ResponderEliminar
  40. lindos versos,intensidade bem representada através da beleza de suas palavras!

    ResponderEliminar
  41. Pobre anjo,sem asas e tão triste...mas de extrema beleza,como sempre!!!

    Beijos e volte logo!!Sonia Regina.

    ResponderEliminar
  42. Lindo poema!!!!

    Como sempre essas palavras lindas....sempre de vc!!!

    Gr Abraço!!

    E volte logo!!

    Bjs!!

    ResponderEliminar
  43. os anjos, falam, sentem e amam, mas são os anjos reais que fazem parte do nosso dia a dia.
    Mas você é um anjo da escrita a sua sensibilidade são as suas asas e elas nunca se cansam de voar.
    um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  44. Que poesia mais sentida Manzas!

    Fiquei lendo e relendo... e o último verso me fez parar e refletir muito...

    "Um anjo cai por terra!"
    Todos nós nos sentimos assim quando a dor chega em nosso coração...

    "O desencanto acolhe a sua chegada…"
    Desencantar...É um sentimento próprio do coração, quando está a sofrer...

    "Dizem que simplesmente pelo amor espera,"
    ... esperar o amor...é a esperança que faz pulsar o coração de quem ama...

    "Sem ele, é anjo sem asas… anjo sem nada!"
    O coração fica vazio sem a presença de quem faz ele pulsar tão forte...

    Eu conheço bem essa dor que você tão bem explicitou em sua poesia!

    Desejo de coração dias de muita luz para você...

    Que as asas de sua inspiração voltem a bater...Encantando o coração das pessoas que te admiram!

    Um abraço carinhoso

    ResponderEliminar
  45. bonita imagem, poema muito bom. A vida é feita de superações. Quando nos arrancam as asas, usamos os pés. Se não pudermos andar, contamos com a ajuda das pessoas que nos amam de verdade. Se o corpo não ajuda, ainda temos o pensamento e vontade. Se a morte chega, aqui ficam as saudades, mas nós continuamos nosso caminho e destino. Não há quem possa deter alguém que quer continuar vivendo. as coisas podem ficar dificeis por uns tempos, mas a vontade sempre triunfa, é a lei da vida. Vc já assistiu um filme chamado 'o escafandro e a borboleta"? ele nos fala sobre as superações da vida. Tenho saudades dos seus vôos. Queria te ver flanando de novo. Enquanto isso, te empresto as minhas asas, para que vc não se esqueça como é chegar perto do sol ou sentir a brisa por sobre as montanhas mais altas. um beijo.

    ResponderEliminar
  46. Meu caro Manzas
    Que os anjos, com ou sem asas, te protejam sempre, e te tragam depressa para junto de nós.
    Tenho sentido a falta das tuas visitas.
    Belíssimo, o teu poema, envolto numa certa nostalgia.

    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderEliminar
  47. Um anjo que embora não tenha asas, consegue voar em seus sonhos a procura do amor. Encantadora poesia.Já estou te seguindo.

    Beijos doces de seu sabor preferido.

    ResponderEliminar
  48. O tempo pede perdão????
    Ele não tem culpa, poeta!

    ResponderEliminar
  49. Passando para desejar uma ótima semana
    Abraços

    ResponderEliminar
  50. "Amargo é o sabor do adeus!
    Os sonhos acordam a verdade..."

    Cada dia que te releio melhor te vou compreendendo...tens pensamentos sábios, Lorenzo...e cada vez gosto mais de ti.

    Izzie

    ResponderEliminar
  51. Desculpa, queria dizer Manzas...desculpa...

    Izzie

    ResponderEliminar
  52. Ola!
    Estive ausente por alguns meses, mas agora estou de volta para ficar, com um blog renovado e cheio de novidades.
    Espero poder seguir contando com sua amizade de sempre!
    Beijos, flores e meus eternos sorrisos!

    ResponderEliminar
  53. Felizmente para o mundo ainda há poetas de eleição. Daqueles que reviram o Planeta de forma gigante, genial e talentosa. Fazem-no um paraíso de fabuloso.
    VOCÊ é um eleito pelos céus...
    EXTRAORDINÁRIO!

    Abraço de um respeito e estima amigos.
    Com admiração sempre!

    pena

    ResponderEliminar
  54. É preciso começar a aparecer para essa solidão ir desaparecendo!!!
    Beijo
    Isabel

    ResponderEliminar
  55. e será que um anjo sem asas continuará a ser anjo?
    belas palavras
    beijos

    ResponderEliminar
  56. Ahhh meu amigo...
    E como é dolorido o dizer adeus...
    Ainda que se queira o adeus...

    bjs e otimo dia para ti

    ResponderEliminar
  57. Belíssimo e sentido texto que tocou de forma intensa meu coração.

    Beijinhosssssssssss

    ResponderEliminar
  58. Palavras que me tocaram a alma!

    Adoro tudo o que escreve, mas este é especial!

    Tocante!

    Beijo Intemporal...

    ResponderEliminar
  59. Lindo poema como sempre, ficamos a aguardar a tua volta
    beijos

    ResponderEliminar
  60. Excelente! As palavras mostrando o seu poder do começo ao fim.

    Um abraço.
    Marcelo.

    ResponderEliminar
  61. As consequências de um adeus tão sentidas neste belo poema!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  62. Olá menino tbm adei muito ausente, mas por motivos de saude! que belo poema! A dor da saudade nos chega sempre de surpresa... reflexivo seus versos amigo... bjinhos na alma.. vania

    ResponderEliminar
  63. nossa muito lindo,
    cada palavra, desconexa refleção,
    parabéns,
    seguir?

    ResponderEliminar
  64. Agradeço a tua visita e as palavras carinhosas.
    Ando um pouquinho afastada da Net mas retornando devagar.
    Adorei teu espaço!!!! Que linda smensagens, poemas muito lindos, obrigada por presentear quem te visita com textos tão maravilhosos.
    Continue indo me ver...gosto disso!!!
    Beijinho
    Sil

    ResponderEliminar
  65. Oi querido Manzas, saudades de você...

    E por falar em saudade
    onde anda você
    onde anda seus olhos que a gente não vê...

    E por falar em beleza
    você bem que podia me aparecer
    Nesses mesmos lugares,
    Lá no meu blog... onde anda você???

    ResponderEliminar
  66. Manzas...
    Li essa frase em algum lugar e ela ficou na memória...
    Compartilho com você:

    "Faça da sua ausência o bastante para que alguém sinta sua falta, mas não prolongue-a demais para que esse alguém não aprenda a viver sem ti."

    Espero que tudo esteja bem!

    Beijo

    ResponderEliminar
  67. Manzas,
    Que o Sol brilhe em todo o seu esplendor no teu coração,
    Que os anjos cantem em coro pelo fim da solidão!

    Aproveito para pedir uma breve passagem pelo Querubim. Há lá uma petição a precisar de ser assinada - pela Paz e pela Liberdade na Birmânia.

    Abraço amigo e... tudo de bom.
    Maria Faia

    ResponderEliminar
  68. Belíssima poesia, de uma fluência e beleza realmente tocantes. Texo preciso e enxuto.

    Amigão, abraços e ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  69. Olá Manzas

    Como ja disse uma vez, tenho dificuldade em escrever sobre os teus poemas, de tao sublimes que sao sempre todos. Mas também sabes acompanha-los de belas fotos e imagens. Esta das asas a transparecerem das costas é apenas uma delas entre tantas tantas tantas outras, tal como os teus tanto,s tantos poemas...

    Sempre abraço que nao deixo de te ler :)= apesar de nao comentar

    Daniel

    ResponderEliminar
  70. não gosto de te ler triste...sabes, td é simplesmente amor, basta q queiras! voa, voem, nem q seja para ter uma memória d'eternidade, algo mágico mas real q vos faça sorrir...pensa nisso!bj e fica bem

    ResponderEliminar
  71. Parabéns!!!

    É sempre bom estar em espaços como este! O blog é muito legal. Voltarei mais vezes.

    Venha me visitar também

    Tenha um excelente final de semana!

    Sucesso!

    ResponderEliminar
  72. mais um maravilhoso
    acompanho sempre só não comento muito
    aliás tem dois selos para vc um em cada blog meu, faz tempo e vc nem pegou snif snif snif
    rs rs
    abração

    ResponderEliminar
  73. ola querido amigo da muito que penssar esta lindo
    fantastico amei demais obrigada
    sim obrigada por me ter feito refletir as simplicidades das coisas um bem aja despeso-me desejan-do tudo de bom beijos felicidades

    ResponderEliminar

Um pensamento, uma reflexão,
um comentário …
Caloroso abraço de sua opinião
com sorriso de entusiasmo
de eterna Gratidão…