sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Tatuado, mas proibido…


Ao mundo, minha voz se irá calar!
Sussurrante o instante, em que posso dizer
Que tal saudoso amor, teimo em vencer
Mas que perdura eterno… este meu amar!

Venço ao esquecer, vencido no lembrar
Fico no silêncio carpindo este meu sofrer
Queimando-se em fogachos, ardente conter
Que me consome o peito, só de falar!

Que por tatuares minha vida, careço dizer;
- Que perdurará entendido a olhos meus,
Jamais te dizer… um definitivo adeus…

Pois que em meu peito ficou este calor a arder
Do teu chão, do teu céu, o teu ser em mim incutido,
Amor que me foi tatuado… amor proibido!
.
-Moisés Correia-

12 comentários:

  1. Lindo, este amor proíbido mas muito marcado que é um "vencido vencedor" na forma de sentir e suportar.

    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Nossa qto tempo fazia que não vinha aqui.

    Matei a saudade desse cantinho.

    Bom domingo pra vc.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  3. Não leio-te mais em minha estação, porque?

    ResponderEliminar
  4. Descobri seu blog por acaso.
    Muito legal...voltarei sempre.
    Montidibeju.

    ResponderEliminar
  5. Muito lindo!Amores há que nos marcam para sempre,proibidos ou não...

    Gostei demais!!!

    Beijo!

    Sonia Regina.

    ResponderEliminar
  6. Há pessoas assim,
    marcam e permanecem
    em nós para sempre
    Fica um pouco de mim,
    a cada passagem
    como uma brisa suave

    ResponderEliminar
  7. Gostei do seu blog, parabéns!
    Muito bom o texto!
    Se quiser visitar o meu blog,
    falo sobre educação e cultura.
    Quero divulgar os meus textos,
    se puder prestigiar
    é só visitar o endereço abaixo:
    http://giovanipasini-educacao.blogspot.com

    A partir de hoje sou seu seguidor!

    ResponderEliminar
  8. Lindo o seu poema.
    Parabens.Amores sempre nos marcam
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  9. O amor verdadeiro, marca-nos para o resto de nossas vidas.São " fantasmas" que nos perseguem... eternamente.

    Saudades de te ler, querido poeta,

    Bom fim de semana.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Muito bonito o poema. Virtuoso e profundo...Encanta. Beijos

    ResponderEliminar
  11. Tive um amor proibido...proibido não , digamos que não aceito por muitos. mais que me deixou muita saudade, e aina ao lembrá-lo me doi muito pois ainda há amor..

    Adorei seu blog.
    Um Abraço!!

    ResponderEliminar
  12. Há tanto tempo que não passava aqui, Moisés! Mas continuas a escrever magnificamente.

    Beijo de bom fim de semana.

    ResponderEliminar

Um pensamento, uma reflexão,
um comentário …
Caloroso abraço de sua opinião
com sorriso de entusiasmo
de eterna Gratidão…