sexta-feira, 12 de março de 2010

Um sonho de criança!


Bom dia!

Disse-me um sol que nascia,

Caminho, recuo

Entro, admiro…

Aromas respiro…

Mas que jardim é este que nunca vi?

Cada passo, o aroma do céu

Cada olhar, os olhos de uma flor

A cada cor, calmamente vivo.

Que bem que me sinto!

(há muito que não me sentia assim!)

Uma brisa suave me toca na pele

A cascata me chama;

- Vem, aproxima-te!

Bebe da minha fonte

Saboreia o horizonte.

Mas que fresca água bebi!

(há muito que não me sentia assim!)

Parece ter entrado num quadro

De paisagem assimétrica

Pintado a pincel.

Um paraíso…

Um arrepio na pele!

Neste jardim tudo respira

Tudo é lindo

Tudo vive

Tudo rima.

(eu chamar-lhe-ia o jardim da poesia)

Debruço-me sobre o espelho do lago

A água sorriu para mim…

Mas que dia!

Mas que jardim!

(há muito que não me sentia assim!)

Uma borboleta pousou no meu ombro

Da cor do céu e de mar.

Levantou voo

E no ar dançou para mim.

Rodopiava como um pião

Cantando-me uma canção,

Fez das flores um palco

Iluminado pelo pólen que no ar,

Pareciam pequenas estrelas em pó

Cintilando de emoção!

(Nunca tinha visto nada assim!)

O chão que pisava

Era relva veluda,

A vida animal dançava em sintonia

A vida vegetal sorria

Imune ao resto do que do mundo se passava.

Um jardim de beleza única

Onde quem lá entrar

A vida muda,

A felicidade perdura

Em perfeita harmonia

Com a perfeita melodia do silêncio,

Do bem,

Do querer viver,

Do querer sobreviver…

E penso…

(Nunca tinha sentido nada assim!)

Os braços de uma árvore me tocaram

E baixinho me chamou;

- psst, psst, não tenhas medo…

Sou a árvore dos desejos!

E disse-me;

- Se comeres um fruto apenas,

Terás tudo o que pedires…

Pede, não tenhas medo,

Come, saboreia, e pede o teu desejo!

Fiquei pensando para mim…

Como, não como,

Peço, não peço…

(porquê eu… porquê a mim?)

Com tantos meninos no mundo

Que no fundo,

Não entraram aqui…

Mas enfim…

A fome me fez pedir…

E pedi!

Pedi para que não me acordassem deste sonho,

Pedi para que o mundo todo fosse assim

Pedi para…

Que não fosse mais do que os outros,

Nem os outros mais do que eu!

Afinal…

O que eu pedi mesmo,

Foi que todos pudessem dizer;

- Mas que lindo jardim,

Nunca tinha visto…

Nem sentido nada assim!

-Moisés Correia-

13 comentários:

  1. Mas que lindo poema,
    Nunca tinha visto…
    Nem sentido... você tão puro assim!

    Parabéns Moisés por esse momento de belíssima inspiração!

    Um beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  2. Oi amigo, que lindo seu poema, tão singela, terno........ tocou-me na alma.
    Obrigada por compartilhar tão lindas coisas conosco viu?
    Bom fim de semana, querido.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Lindissimo poema
    Muito sentimento.

    Sonhadora

    ResponderEliminar
  4. que imagem lindaaa! desculpe hj n li, to meia cansada mas depois leio.

    bjosss...

    ResponderEliminar
  5. "A cada manhã a vida renasce em você,
    trazendo novas emoções,
    surpresas, alegrias e até lágrimas.
    Que você saiba transformar suas pedras em flores
    e que o seu caminho
    se torne cada vez mais repleto
    de sucessos e felicidades!"
    Feliz dia da Poesia.
    Que você tenha uma semana iluminada.
    Beijos.
    Mi§§.

    ResponderEliminar
  6. Querido Amigo do Coração

    "Feliz é aquele que transfere o que sabe... e aprende o que ensina..."

    Busca no meu Blog um Selo... és merecedor...

    Bjs.

    ResponderEliminar
  7. Como é bom sonhos de criança. A inocencia. A sincera felicidade.
    Lindo texto
    bjs
    Andresa

    ResponderEliminar
  8. Há muito que não me sentia assim! - sem parêntesis - acordando de um belo sonho!
    Parabéns, um abraço!

    ResponderEliminar
  9. *A amizade assim como tantos outros sentimentos, não é uma via de mão única. É preciso ser alimentada, ser compartilhada, ser vivênciada em sua plenitude.
    *Quando percebemos que não mais servimos, tudo o que nos resta é bater em retirada.
    *Ficamos de longe desejando que nosso amigo seja feliz com o caminho que escolheu.
    *Que não seja sonho e sim realidade o belo quadro que pintou.
    *Parto, deixando um suave bater de asas em seus pensamentos

    ResponderEliminar
  10. escolhi uma palavra para definilr tal poema [obra] demorei muito enfim...
    ENTORPECIDA
    É o mais proximo que pude chegar do que senti ao ler tuas palavras.
    Me senti la
    Degustando as cores
    Soboreando o ar
    me senti la

    bjos
    parabens

    ResponderEliminar
  11. Tem selinho pra ti do dia do blogueiro em http://memesdamiss.blogspot.com/
    Espero que goste, beijos.

    ResponderEliminar
  12. Te convido para visitar meu blog: http://raioxceciliano.blogspot.com

    Se possível, me seguir pq tenho poucos seguidores. Isso me deixa desmotivado! rs'

    Um abraço e aguardo sua visita...

    by: Rafael Ceciliano.

    ResponderEliminar
  13. Vejo a pureza da tua pessoa neste poema.


    beijo no coração

    ResponderEliminar

Um pensamento, uma reflexão,
um comentário …
Caloroso abraço de sua opinião
com sorriso de entusiasmo
de eterna Gratidão…