terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Há dias…


Há dias…
Em que acordamos chuvosos
Ensopados em saudades choradas
Sentimentais, românticos
Emotivos, fantasiosos…
Amarrados em manhãs geladas

Há dias…
Em que acordamos nublados
Feridos num sentimento atroz
Tristes, magoados, derrotados
Solitários, desesperançados…
O mundo desmorona-se sobre nós

Há dias…
Em que acordamos ensolarados
Invadidos de raios esperançosos
Quentes, vibrantes, animados
Alegres, Iluminados…
Sonhadores de desejos amorosos

Há dias…
Em que acordamos radiantes
Apaixonados de corpos suados
Entrelaçados, ansiosos, ardentes
Colados, amorosos amantes…
Agitados em momentos amados

Há dias…
De angustias, tristezas,
Sofrimentos, solidão,
Amarguras e agonias…
Há horas de incertezas
Manhãs de escuridão
Tardes em reflexão
E sombrias noites frias…
Há momentos engraçados
Contentes, emotivos
Radiantes, vibrantes,
Divertidos e abrilhantados…
Há instantes de prazer
Loucuras, quimeras
Amantes, extravagantes
Em loucas fantasias…
Há dias…
.
-Manzas-

75 comentários:

  1. Há dias em que somos inundados por uma inspiração imensa e dela tiramos nossa razão de viver.

    Beijinhossssssssssssss

    ResponderEliminar
  2. Poeta,
    Nossa, lindo poema!
    Tocou-me profundamente,
    saudades de seus comentários,
    bjs
    Mari

    ResponderEliminar
  3. Manzas

    Há dias assim... pardacentos sem cor,
    tristes e chuvosos que nos desanimam
    mas, são eles que, à Primavera, emprestam vigor
    e se renovam em dias que nos animam...

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    É belíssimo o pensamento que deixaste, bem alinhado com a banda sonora.

    Acredito que temos a capacidade de aprender progressivamente a transformar os dias piores em melhores até que, apenas nos fiquem os dias melhores, e não tenhamos mais que acordar um dia com o astral em baixo... :-)

    Um abraço
    Colibri
    ------
    Os meus últimos sentires…
    Eis-me aqui: Testemunho dramático…
    Colibrir as Emoções: A filha da onça…
    Traços de Angola: Parte 11 - Fotos do Lobito (Parte I)…
    Corais dos Recifes: Camarões ornamentais…

    ResponderEliminar
  5. E há dias em que venho aqui para encontrar Paz... ;)

    ResponderEliminar
  6. Há dias que são mesmo assim.

    Que lindo poema... meu poeta!

    E há dias que fico emocionada ao ler poemas desta qualidade.

    Parabens

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Manzas...há dias! Realmente....
    E hoje foi um dia que estar aqui, ler sua poesia, ver essa foto que vc postou foi delicioso.
    Lindo poema: ternura, sedução, reflexão, saudade, vontade, liberdade...a sua alma livre em dias, porque há dias....rs
    Lindo. De verdade.
    Beijo grande
    ...............Cris Animal

    ResponderEliminar
  8. Sensações em catadupa... mas a foto é muito bonita e serve para ilustrar (bem) a prosa.

    abraço

    ResponderEliminar
  9. Há dias, querido Moisés, em que as palavras saem, com este sentimento, que tanto merece ser lido.

    Um beijo de boa noite

    ResponderEliminar
  10. há dias... há noites... mas mesmo depois da noite mais escura existe sempre uma manhã...

    um beijo doce *

    ResponderEliminar
  11. Oie!! Parabéns pelo teu blog, simplesmente é maravilhoso!
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Moisés Correia , que prazer chegar neste seu espaço, logo que vi a imagem acima do mar e li o pensamento, senti uma grande Paz, e ao ler sua poesia, percebi estar diante de um grande poeta, meus cumprimentos, tudo muito lindo, conteúdo belo, com admiração, aceite que eu vos acompanhe neste seu espaço literário,
    Efigênia Coutinho
    Presidente Fundadora
    Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores
    www.avspe.eti.br/

    ResponderEliminar
  13. Há dias...em que se procurarmos encontramos algo que nos encha a alma e nos dê asas para voar até ao fim do sonho, do arco iris...
    Aqui encontrei...
    Parabéns.
    Nely

    ResponderEliminar
  14. que docura, adorei as comparações.
    bjosss...

    ResponderEliminar
  15. Mira-te pelo calendário da flores
    Que são só viço e esquecimento.
    Desprende-te dos ofícios do dia,
    Apaga os números, os anos e anos,
    Releva a data de teu nascimento.
    E assim, por tão leve sendo,
    Por tão de ti isento,
    De uma quase não resistência de pluma,
    Abraça o momento,
    Te apruma,
    Tome por bagagem os sonhos
    E apanha carona no vento.

    (Fernando Campanella)

    ResponderEliminar
  16. Há dias que tudo o q desejamos é sermos vistos com os olhos do coração...
    Bjs!!!!

    ResponderEliminar
  17. Há dias que são uma verdadeira chatice e outros que compensam largamente! Gostei de te ler. Beijos.

    ResponderEliminar
  18. há dias assim na vida de todos nós, mas todos os dias são bons para te ler
    beijos
    Carla

    ResponderEliminar
  19. Belíssimo!!
    Me acalentou a alma...
    Realmente há dias...
    E hj é um deles...
    Vou a um sarau hj,
    Com sua permissão lerei seu texto.
    Pq há dias que as palavras me faltam...
    E que todos os poetas passam a ter mais sentido...

    Lambidas da lobba!!

    ResponderEliminar
  20. Belo poema. Eu diria que descreve perfeitamente minhas circunstancias...se não soubesse que descreves o Universal!

    ResponderEliminar
  21. Lágrimas que segurei até agora, são 9:08 aqui no Brasil, derramei todas ao ler seu poema...
    Justo hoje, acordei com todas as nuvens e tempestades dentro do peito...
    Segurei o quanto pude, mas vc arrancou as comportas com esse poema e lágrimas escorrem pela minha face...
    Nada de drama... Só um coração angustiado...
    Obrigada pelo seu carinho...


    Beijos, carinhos...

    ResponderEliminar
  22. Es verdad amigo, hay días y días, lo importante es que en cada uno de ellos aflore lo mejor de nosotros, es decir el verdadero sentimiento.
    Besos y gracias por visitar mi blog.

    ResponderEliminar
  23. Outros há
    Que de tanto amanhecer
    E de tanto escurecer...

    Tudo no mesmo dia...

    Enchem a alma
    Do que ela só vai rever
    Quando perder...

    A nostalgia.

    ResponderEliminar
  24. Poesia interessante
    visto que são tantas variações assim
    você tratou das mais importantes
    e foi bastante abrangente
    ^^

    obrigada pela visita!

    ResponderEliminar
  25. Soa nos ouvidos como pensamento de todos os dias... a vida!

    Tantos são os dias
    Loucuras,dores da alma, paixão
    Sorridos e ventanias
    Marés vivas, também solidão!

    beijos, adorei!

    ResponderEliminar
  26. Adorei isso. Adorei tudo. Por mais que tenha uma sensação de vazio quando acordo em dias tempestuosos, eu gosto muito deles, pois exercito bem a minha escrita.
    Voltarei sempre.
    Abraço perfumado

    ResponderEliminar
  27. Há tantos sentimentos que povoam nosso existir não é mesmo?
    Como sempre um lindo texto!
    Obrigada pela gentil e carinhosa visita meu lindo...bjs e bom dia!

    ResponderEliminar
  28. *****

    E como doem no coração...
    O bom é que sempre vem o sol...
    Por isso seguimos sonhando por dias melhores...
    Como sempre seus poemas enternecem!

    Que os seus dias sejam iluminados!

    Beijos

    *****

    ResponderEliminar
  29. Todos os dias são diferentes, e felizmente é assim. Chuvosos ou ensolarados o importante é enfrentá-los.

    PS: Não tenho estado bem, parti um dedo da mão direita e daí não poder vir com a regularidade necessária nem visitar o teu blog como desejaria.

    ResponderEliminar
  30. Sim, há dias em que somos amantes, amados, esperançados, em outros somos chuva por dentro e por fora... há dias de um e de outro... esto no meio termo... sempre bom ler você. Muita luz e paz em seus dias. Um abraço

    ResponderEliminar
  31. Olá meu amigo!
    Tem dias que as situações nos pegam de surpresas.
    tristes ou eufóricos.
    Mas o mais importante, não perdermos a fé num novo amanhecer.
    Existem dias ... e dias...
    Mas vamos sempre optar por mais um dia de muita luz e fé.

    beijinhos doce, meu amigo.

    Regina Coeli.

    Fique na paz.

    ResponderEliminar
  32. É isso... há dias de cada jeito, de cor, desejo e sentimentos diferente.
    E é lindo ver isso retratado em poesia
    Parabéns
    Te acompanho

    ResponderEliminar
  33. Lindo e realista o seu Poema!!
    Somos assim mesmo, como as ondas do mar. Horas cheios de esperança e entusiasmo, horas vazios de tudo que nos dê forças para caminhar.
    São energias poderosas que nos alcançam e nos embalam nos fazendo pular da alegria para a nostalgia. Isto é vida, é movimento, e viver é o que interessa no momento.

    Ótimo restinho de semana.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  34. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderEliminar
  35. Vim visitar o templo poético da beleza mais uma vez! Abraço

    Tal mar
    tal o coração
    do poeta..
    em marés tenazes
    e ardentes
    espelhos das
    fotografias
    *tossan*

    ResponderEliminar
  36. Pois é... há dias assim.
    Há dias em que tudo nos parece perdido
    Há dias em que tudo parece fugir por entre os dedos
    E aqueles dias em que, o mar é o nosso maior Universo. E os desejos fundem-se nos nossos pensamentos........
    Beijinhos da sté amigo, obrigada pelo comment

    ResponderEliminar
  37. " Com tanto coméntario nem sei o que escrever ..Fiquei maravilhada com as tuas palavras , se tivesse que dar nota neste momento 0/10 claro seria 10 , os meus parabéns , vou passar sempre.. "

    Jokas

    ResponderEliminar
  38. É meu amigo,verdade, esse turbilhão de sentimentos, conflitos que povoa nosso ser e tem dias então...
    E lendo esse poema tão lindo... Dificil segurar as emoções.

    Bjss

    ResponderEliminar
  39. Obrigada pela visita!

    Você postou um trecho da poesia após comentar no meu blog e sem querer ao retribuir a visita eu acabei lendo o poema todo!


    Lindo blog, viu?


    OBS: Visitei seu outro blog tb, mas não li tudo! Vou voltar com calma depois, hehe!

    ResponderEliminar
  40. Assim é!!

    Há dias em que mais valia nem viver, negros dias.
    Outros em que o azul do céu se reflecte em tudo o que nos rodeia, dias azuis (como lhes custumo chamar) e é nesses que penso enquanto leio e releio o teu poema.

    Há dias assim ...

    [e há dias em que a blogger está "negra" .. já é a terceira vez que comento e não entra... bem amanhã é outro dia :)]

    Boa Noite

    Bjinhos Azuis ***

    ResponderEliminar
  41. Lindo poema!
    Palavras do dia, versos noturnos e algo mais por aqui. Gostei, também, do que li.

    Volte sempre.

    Beijos e há-braços.

    ResponderEliminar
  42. Há dias…
    Em que acordamos chuvosos
    Ensopados em saudades choradas.


    Querido Manzas,

    Adorei estes versos.
    Acho que é porque, além de serem lindos, já perdi as vezes de ter acordado encharcada de saudades.

    Você é especial, menino!

    Beijo grande,
    Inês

    ResponderEliminar
  43. há dias em que as palavras nunca são demais
    e
    hoje é um deles


    .
    um beijo

    ResponderEliminar
  44. Olá!
    Há de facto dias assim.
    Onde os ventos nos fustigam
    As nuvens negras nos castigam
    Mas mesmo com o tempo assim
    A nossa força sem fim...
    Ultrapassa a solidão.

    Um abraço!

    Mário

    ResponderEliminar
  45. Ola, espero que esteja bem.
    Continue escrevendo porque sempre apareço aqui, mesmo que demore para comentar, eu leio sempre.
    abraço
    e apareça no meu blog, postei ontem um conto novo! espero que curta e comente o que achou.

    ResponderEliminar
  46. Sim, caro poeta, há dias que anoitecem ou mesmo parecem sabotar a luz do sol. Mas lá está o sol, sempre, dando-nos tempo para lembrarmos que somos felizes.
    Parabéns pelo sitio

    ResponderEliminar
  47. Lindíssimo! Vez ou outra eu estou assim...
    Adorei seu comentário.

    "O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.
    Por isso existem momentos inesquecíveis,
    coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".
    (Fernando Pessoa)

    ResponderEliminar
  48. ____________________________________

    O leque da vida!

    Assim é! A sabedoria está em aceitarmos com serenidade esses nuances que brotam da alma...

    Beijos de luz e um dia muito feliz!!!

    _____________________________________________

    ResponderEliminar
  49. Há dias em que nos propomos imprimir um ritmo certo e melódico às nossas vidas.
    E há dias em que escrevemos certo e melódico.
    É o caso.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  50. Há dias, que merece a pena acordar
    Para seu blog vizitar...
    Há dias, que só pelo aconchego
    Não há mais medo.......
    É bom ler os seus PENSAMENTOS.
    .......UM PENSAMENTO........

    ResponderEliminar
  51. Há dias...

    Dias tão diferentes
    Como diferentes são
    Os sentimentos
    Que nos influenciam
    Esses mesmos dias...

    E são esses dias assim
    Que transformam a vida
    Em momentos de bela poesia
    Como o é
    Esta tua!

    Beijo

    ResponderEliminar
  52. Ultimamente na vida ñ há dias, há horas...hehe
    Horas em que estou bem, horas em que estou ferida, horas em que me sinto ensolarada...vai entender!

    ResponderEliminar
  53. ....

    Andei por aqui e gostei.
    Obrigado pela visita.
    Hei-de voltar sempre que o tempo, escaço, me permitir.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  54. Sim há dias, mas são esses dias que escrevem o livro da nossa vida
    beijos

    ResponderEliminar
  55. Manza,
    Há dias em que faz bem ler sua poesia e perceber o sentimento que você empresta a cada palavra.
    Um grande beijo !

    ResponderEliminar
  56. Voltei para te ver... te reler...
    Seus poemas são lindo!
    É gostoso ficar aqui, buscando postagens antigas...
    Amo tudo aqui...


    Beijos avassaladores!

    ResponderEliminar
  57. Excelente!!!
    Há Dias...
    Beijinhos
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  58. Simplesmente maravilhoso!
    Se disser mais estraga...
    Beijo
    Astrid

    ResponderEliminar
  59. olá, venho convidar para conhecer o meu espaço novo.
    Conjuga fotografias com textos... espero que goste de me visitar.
    Comecei hoje mas espero poder andar por estes sítios muito mais tempo.
    Beijo.
    Marta.

    ESTOU AQUI:
    http://marta-essence.mine.nu

    ResponderEliminar
  60. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  61. Há dias
    em que nosso coração
    parece não querer mais bater.
    As decepções nos desanimam
    e deixamos de ter esperanças!

    Mas há dias...
    em que encontramos anjos
    que nos ajudam a ter forças
    e a acreditar em dias melhores!

    Assim vamos vivendo nossos dias!

    Um beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  62. Belíssimo!!!! Dias da vida, dias de gratidaão ainda que em lágrimas e dor. O poeta descreve com perfeição a VIDA!!!
    Parabéns pelo lindo poema.

    Um forte abraço

    Mirse

    ResponderEliminar
  63. Lindo o poema!
    Seu blog é incrível, parabéns!

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  64. Adorei este blog e adorei esse "há dias agitados em momentos amados"...

    Parabéns por todos os belíssimos poemas. Não são apenas palavras, sente-se que são "sentires"...

    Voltarei e já tou seguindo! :)

    Beijos*

    ResponderEliminar
  65. adorei a visita
    acho que realmente a dias para tudo.
    vc escreve o que vem da alma e isto encanta.
    uma ótima semana a vc

    ResponderEliminar
  66. Lindo esse poema! Hoje eu estou meio nublada, mas na maioria das vezes estou ensolarada!
    Abraços,
    Ana Paula

    ResponderEliminar
  67. lindos poemas...!!adorei este cantinho aqui!!

    ResponderEliminar
  68. adoro poesia ai vai uma minha :
    Soneto da lua

    Ó lua cheia que me encanta!
    Inspira-me com força e esperança
    Com a luz do seu luar.
    Lua clara! Que apaga toda tristeza do meu olhar.

    Inspiradora dos amores sabe como encantar
    Inspira os romances e os poetas
    Com luz do seu luar.

    Traz logo minha lua! Um amor grande e forte
    Para dar à minha vida
    Luz bela que ilumina
    Como a luz do seu luar.

    Lua clara! Lua cheia!
    Tão bela e perfeita, que sabe emocionar
    Uma bela obra de arte, que só o criador poderia nos dar...

    ResponderEliminar
  69. Eis um poeta fogoso, jovem e talentoso, com estilo de modernidade, dito em escrita romântica que faria corar os líricos da antiguidade. Belo estilo e excelentes textos, amigo Moisés. Abraços.

    Fernando Oliveira

    ResponderEliminar
  70. Muito forte seu poema. Triste, verdadeiro e com um final feliz. Amei cada palavra.
    E saiba que sempre venho ler-te e visitar-te, as vezes sem tempo para deixar um comentário, mas suas palavras anima minha alma.
    Obrigada pelo carinho

    ResponderEliminar

Um pensamento, uma reflexão,
um comentário …
Caloroso abraço de sua opinião
com sorriso de entusiasmo
de eterna Gratidão…