sábado, 26 de junho de 2010

Um tempo… sem saudade!



Na noite escondo o medo

No recanto que só eu sei

Bebo as lágrimas do segredo

Destapo as feridas que não sarei!

.

Deixo de mim, pedaços escritos

Memórias que ainda sou refém

Amarro a dor, solto os gritos

Que só eu ouço, e mais ninguém!

.

Memórias que me chegam á toa

Mas não me importo que ainda doa

Pois são restos de uma realidade…

.

A minha mente ainda chora

De um passado que escrevo agora

Num tempo… sem saudade!

.

.

- Moisés Correia -


9 comentários:

  1. Forte principalmente pela imagem...

    bjs
    Insana

    ResponderEliminar
  2. Manzas, como deixar de ler poesia tão bela!

    Quem dera fosse a saudade esquecida...


    Beijos meus!

    ResponderEliminar
  3. Saudade de passar por aqui, de ti.....e volto e acho esse lindo poema..... vc sempre perfeito no expressar sentimentos querido.
    Um super beijo.

    ResponderEliminar
  4. Oi Manzas! Que esse medo e essa dor, depois de gritados, sejam exorcizados, para sempre. Um abraço, Deia.

    ResponderEliminar
  5. Quero desejar-te um óptimo fim de semana e dizer-te que a saudade de coisas que não foram boas...terá que desaparecer!
    Besito, Manzas

    ResponderEliminar
  6. "Os gritos que só eu ouço
    E mais ninguém"

    Simplesmente lindo!

    ResponderEliminar
  7. Esta ilha não tem fortuna
    Trocou-a por um curioso mistério
    Este irreal e intenso verde
    Que inunda o olhar mais sério

    Nesta ilha há um beijo na tua procura
    Nesta ilha as pedras não têm idade
    Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
    Nesta ilha o sonho é janela da verdade

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Gostei do clima do blog, faz os pensamentos assumirem sua seriedade.

    add!
    abz!

    ResponderEliminar
  9. Passei pela peimeira vez por aqui. Gostei da sensibilidade dos poemas. Neste, em especial, senti saudade de um tempo onde a memória ainda está tão presente.
    Gostei muito!

    ResponderEliminar

Um pensamento, uma reflexão,
um comentário …
Caloroso abraço de sua opinião
com sorriso de entusiasmo
de eterna Gratidão…