quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Melhor sorte!


Derramo pelas mãos escritas em palavras
Sentimentos de pensamentos desfiados…
Dispo a alma em poesias desvendadas
Expondo-as sem temer trilhos apagados

Mostro meu corpo desnudado da vida
Á luz de estrelas penduradas ao anoitecer…
Faço voos nas memórias de cabeça erguida
E elevo a falta das asas que descubro não ter

A noite vagueia em gélido sepulcro de lamento
Em controversas rajadas de vento forte…
Tempestades que caminham no meu tormento
Felicidade que foge apressada sem norte

Transporto na âncora da pequena canoa
Tamanhas facetas, sonhos e segredos…
Remo contra correntes que deslizam á toa
Afogando revelações desertas de medos

Venho á tona com o ato de poetizar
Fazendo-me transportar para lá do infinito…
Espanto fantasmas que teimam em assombrar
Os meus egos, abortados por um grito

Grito que urge num som abafado pelo amor
Perfumando palavras que afastam a morte…
Num silêncio ensurdecedor da minha dor
Enfrento vingar o mal…mas com melhor sorte!
.
-Manzas-

78 comentários:

  1. Manzas...
    as palavras possuem poderes.
    Assim como tudo que sentimos no coração!
    Estava sentindo muita falta daqui...
    Espero que tudo esteja bem!

    Um abraço carinhoso

    ResponderEliminar
  2. "Dispo a alma em poesias desvendadas"

    Como resistir a teu belo poema, senão reler ínumeras vezes.

    Belíssimo poema.

    Beijitos da Maria.

    ResponderEliminar
  3. Nossa cada ves que eu entro aqui é uma inspira linda sua , sei la a forma se espressar...
    Fica na paz...

    ResponderEliminar
  4. Vim ler-te.Curiosa a força da palavra,da música,dos versos ligados,numa teia perfeita...
    Levo o teu selo.
    Beijoo.
    isa.

    ResponderEliminar
  5. "Dispo a alma em poesias desvendadas
    Expondo-as sem temer trilhos apagados"

    Manzas, que lindo!
    Esse é o segredo dos poetas... Despiar a Alma!

    Um beijo avassalador pra ti!

    ResponderEliminar
  6. Amigo Manzas!

    Belo poema...

    Venho á toa com o ato de poetizar
    Fazendo-me transportar para lá do infinito...
    Sublime!!!

    Abraço,

    Lourenço

    ResponderEliminar
  7. Da força do infinito
    ecoarão silencios de luar
    Melhor sorte trazida no teu grito
    Explosão do teu sentido olhar!

    Belo, poeta!!!!!

    beijo

    ResponderEliminar
  8. QUERIDO MANZAS, DEFINO O TEU POEMA EM POUCAS PALAVRAS, AS QUE SINTO... TOCARAM-ME O CORAÇÃO... SIMPLESMENTE SUBLIME AMIGO!!!
    UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  9. Querido Manzas
    Ultimamente, tem sido só a Mariazita a postar no Lírios. Os estudos absorvem-me muito tempo, e como estão em primeiro lugar, a Mariazita tem me feito o favor de manter o blog activo. Não sei se ela vai querer fazer isso muito tempo. Vamos ver, senão terá que fechar.
    Como ela tem estado ausente, resolvi eu postar um poema da minha poeta preferida - Florbela Espanca.
    Espero que vás ver e que gostes.

    Gostei muito do teu poema.

    Até sempre.

    Beijos da Líria

    ResponderEliminar
  10. Manzas!! Adoro seus textos e lembrei de seus lindos escritos quando relia hoje esse trecho de Clarice.""Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida. Foi apesar de que parei na rua e fiquei olhando para você enquanto você esperava um táxi. E desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito, mas é o corpo que eu quero. Mas quero inteira, com a alma também. Por isso, não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso.(Livro dos Prazeres de Clarice Lispector pg 12)""
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderEliminar
  11. Olá Manzas,
    Maravilhoso o texto...
    "...Mostro meu corpo desnudado da vida
    Á luz de estrelas penduradas ao anoitecer…
    Faço voos nas memórias de cabeça erguida
    E elevo a falta das asas que descubro não ter
    ..."
    Linas palavras, amei
    Q vc tenha uma boa tarde
    Bjos

    ResponderEliminar
  12. El infinito se hace verso en tus manos y ésta es la verdadera suerte de trascender.
    En cada uno de tus poemas estás trascendiento más allá del ser.
    Un beso, amigo. ¡Gracias!

    ResponderEliminar
  13. Teu poema uma vez mais arranca gemidos " afoga revelações" citando-te.
    Lindíssimo como sempre.
    Vou levar o teu selo que me tinha perdido entretanto, é que não sei se reparaste ou se te sucedeu mas comigo e ocm muitos blogers sim, perdemos contacto de lista de seguidores e de facto vi que não estás nos meus desapareceste e eu dos teus.
    Vou repo a ordem do meu lado...e levar o selo e ficar tudo a postos novamente.

    Beijinhos e obrigada pelo sentimento que me deixaste lá no coment. Ando algo "down" mesmo, mas nada que não passe com o tempo.

    ResponderEliminar
  14. Se estar bem é vir aqui
    Virei todos os dias
    Encontrar este calor
    Mesmo em noites frias...
    Um beijo...
    Maria

    ResponderEliminar
  15. Sorte é o que todos nós queremos, o que infelizmente está em falta no mundo.
    Suas palavras são tão fortes, espero que esteja tudo bem. Beijos.

    ResponderEliminar
  16. O poeta
    apesar de estar rodeado de seres
    é sempre triste...
    Apesar disso consegue por irônia
    inspirar os apaixonados.....
    Amo o que escreves....me toca, fundo ao coração...
    Beijos na alma....
    Dina

    ResponderEliminar
  17. tanto transportamos na ancora da vida
    tanto ainda teremos a tranportar
    Bj

    ResponderEliminar
  18. "elevo a falta das asas que descubro não ter"

    O enigma das descobertas, a expectativa e a desilusão.

    Gostei muito

    ResponderEliminar
  19. Como sempre muito bonito tudo que escreve e de uma profundidade incrível!Mas dessa vez mostra uma certa dor por trás de tuas palavras.Espero que tudo esteja bem.

    Muita luz!

    ResponderEliminar
  20. Se todos os gritos fossem maravilhosos como estes teus, o mundo era poeticamente um sítio muito mais interessante!
    Beijos prometidos

    ResponderEliminar
  21. QUERIDO MANZAS OUVE UM ERRO NO MEU BLOGUE E APAGOU O TEU COMENTÁRIO SE PUDERES REPETIR MUITO TE AGRADEÇO.
    UM GRANDE ABRAÇO,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  22. Em palavras desvendadas, cabeça erguida ao meu tormento, remo contra correntes, espanto fantasmas perfumando palavras com MELHOR SORTE!

    Asas não te faltam Poeta, e estão bem abertas, em voos altos, perto do céu!
    Um beijo de luz.
    Nely.

    ResponderEliminar
  23. Poema lindo e imagem dum poder intenso.

    Crescem asas onde a imaginação voa.

    Levo o selo pois o pensamento coincide.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  24. Lindo poema Manzas, parabéns!

    Smepre bom viistar aqui!

    abraçsss

    ResponderEliminar
  25. Ora mas que espaço lindo e vibrante e de palavras de sentimentos masculinos.
    ADOREI.
    E recebo sua presença no meu Espaço de Artes, deixando lá o seu rastro de poesias, que lindo.
    Volte mais vezes Manzas e com mais versos e carinho.
    Bjs
    .
    ,
    .

    "A pintura é poesia muda; a poesia, pintura cega."
    ( Leonardo da Vinci )

    ResponderEliminar
  26. Olá..........que lindo poema!

    Tem dois selos no meu blog pra vc tá?

    Bjoooooooooo :)

    ResponderEliminar
  27. Maravilhoso, Manzas!ç à esses versos: "Num silêncio ensurdecedor da minha dor
    Enfrento vingar o mal…mas com melhor sorte!"
    Preciso repetir isto 1000 vezes.
    Emocionante!

    Parabéns

    Abraços

    Mirze
    .

    ResponderEliminar
  28. Olá Manzas, mais um belo poema. Um lamento, mas o mesmo tempo impregnado de coragem, de luta e esperança, onde as palavras vão ganhando força a cada estrofe...um abraço na alma...um bom resto de semana para ti também...

    ResponderEliminar
  29. A poesia nos oferece força e conforto nos momentos de descrença ou tristeza.

    Mais um belo poema, Manzas.

    Beijo,

    H.F.

    ResponderEliminar
  30. "Venho á tona com o ato de poetizar
    Fazendo-me transportar para lá do infinito…"

    Manzas,
    Você poetiza muito bem, e traduz aqui, sentimentos que nos levam a sonhar, longe e alto.Além do infinito, muito além.

    Minha melhor sorte, pra vc!
    E obrigada pelos passos no blog, mais uma vez. É mto bom te ver por lá.

    Desejo que tenha um semana encantadora.

    Beijo, aqui.

    ResponderEliminar
  31. Palavras que remetem para um mundo de sonho,tocam na alma nos mais sensíveis.
    Bjs Zita

    ResponderEliminar
  32. Este tipo de poemas requerem tudo aquilo que você (e bem) escreveu com cuidado e perícia.

    Um forte abraço

    ResponderEliminar
  33. Acontece quando nos desnudamos!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  34. Que venha uma boa sorte!
    lindo texto!
    abçs!

    ResponderEliminar
  35. Oi Querido Manzas!
    Acho que desta vez a ausência de asas num voo pleno não fez falta para que você transpirasse todo seu sentimento. Asas podem ter faltado, mas houve o voo da liberdade que só o coração nos dá e essa sua coragem de encarar o medo de peito aberto.
    Lindo poema, como sempre, né? Sentimentos e palavras a flor da pele.
    Demais...
    ..............Cris Animal

    ResponderEliminar
  36. Gosto muito dos teus posts... falam sempre com imenso poder à minh´alma. Axé!

    ResponderEliminar
  37. Olá caro colega das poucas vezes que por aqui passo fico sempre maravilhado com tuas belas poesias pode ser pouco mas voltarei sempre que poder, de todos os blogs que conheço este é verdadeiramente um dos que me desperta maior interesse.

    um abraço bom resto de semana

    ResponderEliminar
  38. Queremos e desejamos sempre melhor sorte, em tudo o que pensamos fazer.
    Até no mal, sempre há aquela bendita frase: " Podia ser pior!!"

    beijos e desculpa não andar tanto por aqui mas tenho andado muito ocupada

    ResponderEliminar
  39. Sorte para todos sempre, embora às vezes sorte não seja exatamente tê-la, mas saber aproveitá-la!
    Belos versos.
    Abs,
    Amanda.

    ResponderEliminar
  40. Belo poema, gostei muito. Obrigado pela visita pelos comentários pelos poemas que muito aprecio. Gostei muito do 'motto' do seu blog. Realmente ser-mos indiferentes ao mundo que nos rodeia não nos leva a qualquer lugar.
    Um grande abraço deste lado do Atlântico.
    Adrian

    ResponderEliminar
  41. Amigo,

    de corpo aberto e alma desnuda, que os sentimos e as emoções sempre fluam livres.

    abraços - Mangapinto

    ResponderEliminar
  42. - Em tuas palavras poesia flui com água pela tornera fresca necessária a nos matar sede, que assim seja e que pssas continuar por nos guiar em palavras, verso e prosa de muito mesmo que pareça pouco e queremos mais...
    Parabéns e sucesso, abraço grande

    ResponderEliminar
  43. Manzas...é mais um momento magico..que aqui conseguiste colocar....a imagem tem uma forca enorme..um poema que dá que pensar..
    um enorme abraco e muito obrigada pela tua visita e por teres gostado onde coloquei o teu selo.......
    xau....bom dia para manha e fim de semana
    Rui

    ResponderEliminar
  44. acabo de vir do myspace e ouvir as músicas. adorei. qdo sair o cd quero um pra mim. valeu!

    ResponderEliminar
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  46. Manzas
    Há algo de muito especial no que escreves.
    Não são só as palavras, a rima ou a composição poética, é muito mais do que isso... é a vida que fala em ti pela alma que tranportas... e olha que pela musicalidade do que escreves, ela sabe muito bem o que diz!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  47. Lindas palavras....um grande abraço...
    este blog esta cada vez melhor...
    tem dois selos de presente para você no blog Historia Viva...
    http://historianovest.blogspot.com/search/label/Selo%20leitor%20indispens%C3%A1vel

    http://historianovest.blogspot.com/search/label/selo

    ResponderEliminar
  48. Como sempre..bela palavras, texto profundo, intenso, mostrando abertamente todos os sentimentos da alma..nota 10!!

    ResponderEliminar
  49. Amigão!
    Tenha uma excelente semana!
    Abração!

    Rodrigues

    ResponderEliminar
  50. Gostei =)

    Desafiei-te no meu Blog.
    Bom fds

    ResponderEliminar
  51. Sempre inspiradíssimo, ah como eu queria ter essa veia romântica e tao bem afinada. Vivo nas saunas pelada onde de romântico não tem nada.
    Um abraco eterno seria bomdimais da conta.

    ResponderEliminar
  52. E assim se tecem os fios da poesia, espelho de alma.
    deixo aqui um beijo cósmico vindo dos universosquestionaveis

    ResponderEliminar
  53. _____________ a poesia é isso assim tão______________

    ResponderEliminar
  54. Lindo!!! Moisés, cada dia que passo por aqui me emociono mais e mais... adoro ler o que escreves.
    E também quero retribuir o carinho e atenção que dispensa ao meu cantinho.
    Beijo grande do meu coração, para o seu coração!

    ResponderEliminar
  55. sorte boa essa..de acabar assim em poesia! Muito bom guri!

    ResponderEliminar

  56. um
    recolher
    a
    bom
    porto
    quando
    me
    retenho
    no
    teu
    blogue/
    /ancoradouro



    .
    um beijo
    ( em maresia )

    ResponderEliminar
  57. Gostei muito do teu poema! É tocante! Parabéns!

    Bom fim de semana, Manzas!

    ResponderEliminar
  58. Manzas

    Na lapela do meu blogue está um selo que lhe passo de coração aberto. Queria muito que o fosse buscar.

    Um abraço

    MV

    ResponderEliminar
  59. De onde tiras os poemas? Uma compilaçoa de onde? Ou vais postando conforme os les?

    Abraço

    ResponderEliminar
  60. A sorte sorri aos audazes...
    A poesia também.

    ResponderEliminar
  61. Parabéns!
    Maravilhoso, maravilhoso!
    "Espanto fantasmas que teimam em assombrar
    Os meus egos, abortados por um grito"
    adorei esta parte.
    beijos.

    ResponderEliminar
  62. Certos segredos e fantasmas antigos que torturam e machucam são muito difíceis, mas como no seu poema, acredito que o amor ajuda a amenizar as dores, as tristezas de outros tmepos.
    Uma boa tarde e um bom fim-de-semana!
    Abraço grande, sr. Manzas*

    ResponderEliminar
  63. Oi meu querido, vim avisar que tem um Meme pra você no meu cantinho.

    Tenha um ótimo final de semana.

    Bjsss

    ResponderEliminar
  64. Deliciosamente belo este poema. Os meus parabéns! Um forte abraço dos Açores.

    ResponderEliminar
  65. Se eu pudesse ter asas
    Com certeza voaria
    Enfrentaria tempestades.
    Cruzando o céu e o mar.
    Nada disso importaria,
    Se eu pudesse te encontrar.
    E se a chuva me molhasse
    O sol iria me secar.
    E eu agradeceria a Deus
    O dom de poder voar!

    ResponderEliminar
  66. Grito que urge num som abafado pelo amor
    Perfumando palavras que afastam a morte…

    Como identificaste meu grito?
    Como ouviste minha música?
    Será que meu perfume tem exalado tanto?
    Ainda que pense ser suavemente discreto Sei que é intenso...
    Mas ele não percebeu...
    Será que um dia perceberá ?
    Ou será que só ouvem e percebem no ar aqueles que igualmente amam;de modo tão secreto ;tão íntimo ;tão seu...porque tem medo de se perder a magia ;os aromas o perfume ;ou que as aquarelas percam suas cores?Que sejam sopradas pelo vento; respinguem;façam novas telas eternizadas pelo tempo;e que sejam somente admiradas e não se pinte mais nada...
    Não sei...

    ResponderEliminar
  67. Me impressiona a diversidade que consegue em tão poucos versos. Escreve um Guerra e Paz em poucos estrofes.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  68. Porque não consegui comentar o último poema no respectivo espaço, aqui fica o comentário:

    "Ah! Se tu soubesses o que sinto por ti…
    Talvez um dia… quem sabe!"

    Encontros e desencontros... em linhas que se cruzam em momentos diferentes...

    Maravilhoso o teu espaço e os teus poemas... Lindo!

    ResponderEliminar

Um pensamento, uma reflexão,
um comentário …
Caloroso abraço de sua opinião
com sorriso de entusiasmo
de eterna Gratidão…